Apesar de ser mais conhecida como uma “atração” em certos programas de TV ou canais do Youtube por estar associada ao entretenimento e à regressão, a hipnose é uma técnica ampla e centenária, que pode ser útil no tratamento de doenças e questões de saúde emocional.

Os primeiros registros da hipnose como terapia datam do século XVIII, quando o doutor austríaco Franz Anton Mesmer (1734-1815) criou um tipo de tratamento médico utilizando a técnica. Desde então, seu uso vem ganhando cada vez mais visibilidade pelos benefícios que traz.

O que é a hipnose?

É atravessar o fator crítico da mente consciente e estabelecer na mente mais profunda uma sugestão (pensamento ou sentimento) aceitável. Através de um relaxamento confortável, os órgãos dos sentidos ficam mais voltados para dentro, aumentando a percepção sensorial. Essa condição é um processo natural do corpo humano, mas que pode ser utilizado como uma ferramenta para o tratamento de questões emocionais e superação de traumas.

A hipnose empregada de forma clínica é chamada hipnoterapia. Ela só pode ser realizada por psicólogos e terapeutas devidamente credenciados. É induzida por meio da voz do hipnoterapeuta, enquanto o paciente repousa em um sofá ou divã.

Usos da hipnose clínica

A hipnoterapia pode ser uma alternativa para o tratamento de diversas doenças. As mais comuns em que a hipnose é utilizada são: fobias, ansiedade, depressão, insônia e medo de falar em público. Além disso, essa técnica pode ajudar o paciente a lidar com perdas, luto e nos processos de dores corpóreas com fundo emocional.

Uma característica importante da hipnose clínica é que não há controle da mente, como se propagava erroneamente. O hipnotizado continua consciente durante o processo, por isso é capaz de acessar memórias de outros momentos da vida e sair do transe quando desejar. Todo o tratamento é consensual.

Benefícios

Durante a hipnose, o paciente pode abrir espaço para organizar toda bagagem de uma vida! Essa técnica é direta e profunda, trazendo agilidade, inclusive, na obtenção de resultados. Outro aspecto bem-visto da hipnoterapia é a inexistência de efeitos colaterais, tendo em vista outras técnicas, como o equilíbrio químico proposto pelos medicamentos.

Além de todos esses benefícios, a hipnose clínica é uma terapia capaz de auxiliar no tratamento dos mais variados problemas, doenças e traumas. Como ponto positivo extra, essa é uma técnica que promove o autoconhecimento e a superação de medos e traumas.

Ficou curioso sobre a hipnoterapia depois de ler esse texto? Entre em contato com a dra. Karina Marcuci, psicóloga, hipnoterapeuta e referência na área de saúde mental.

Compartilhar: