Você já teve a oportunidade de se observar nas situações do cotidiano no que diz respeito ao campo emocional? Tende a se considerar uma pessoa mais racional ou emocional? Na realidade, independentemente de como você considera, o mais recomendado é buscar sempre equilíbrio.

Assim como o próprio nome diz, podemos definir o equilíbrio emocional como uma balança entre instintos, emoções e nossos pensamentos, comportamentos racionais e lógicos. Na prática, é buscar compreender como você reage às adversidades e então encontrar a melhor forma de se colocar nas relações pessoais e profissionais.

Alcançar esse tipo de proporção pode ser uma tarefa complexa, ainda mais nos dias atuais em que vivemos sob constante pressão e mudanças bruscas no nosso cotidiano. A quantidade de informação que recebemos diariamente é outro fator que atinge diretamente nossas emoções e a forma como reagimos a elas.

Por sempre exigirem de nós uma resposta rápida para algo, mal temos tempo para digerir um acontecimento e elaborar melhor nossas impressões sobre aquilo. Quando vemos, já reagimos de uma maneira repentina. E nem sempre adequada.

Por isso, é tão comum nos arrependermos de algumas atitudes, além de também nos associarmos a uma imagem rígida de nós mesmos, que talvez não traduza verdadeiramente quem somos. Emoções extremas são difíceis de serem controladas, ainda mais em situações difíceis ou de gatilhos estressores.

Porém, a busca pelo equilíbrio emocional pode contribuir para uma reação mais controlada nesses momentos, além de também ajudar com fatores cotidianos, que muitas vezes passam despercebidos. Por exemplo, um comentário desagradável que você ouviu de um amigo, não falou nada na hora por receio de ser grosseiro, mas remoeu isso o dia todo. E, quando chega em casa, acaba por descarregar o desconforto sentido durante o dia em uma “besteirinha qualquer” que aconteceu na relação com um ente querido.

Prejuízos que a falta de equilíbrio emocional traz

Os efeitos da falta de equilíbrio emocional podem ser percebidos por você e pelas pessoas ao redor. É comum que o nível de irritabilidade aumente, assim como a falta de autocontrole, tanto para lidar com outros indivíduos quanto para si próprio.

Os prejuízos externos ocorrem nos relacionamentos, principalmente por conta da incompreensão dos sentimentos e discussões geradas a partir disso. Na carreira profissional os efeitos também aparecem, inclusive pela falta de concentração e foco, além da má organização. E há ainda a percepção de que os outros estão julgando, criticando pelos “erros” outrora cometidos.

O bem-estar físico passa a ser comprometido. Muitos pacientes relatam insônia e até dores corporais causadas pela tensão, como nos músculos ou dores de cabeça constantes, estômago que queima, e tantas outras possibilidades.

Como melhorar a sua saúde mental e garantir um bom equilíbrio emocional?

Não existe uma regra única ou um segredo mágico que transformará a sua vida emocional do dia para a noite. O processo de melhoria e cuidados com a saúde mental pode ser lento, mas deve se manter constante. Haverá dias de maior oscilação negativa e dias de maior energia positiva, mas é importante que você encontre apoio com amigos e familiares para não desanimar nessa fase.

O primeiro passo para a busca do equilíbrio emocional começa na sua rotina e hábitos: busque manter uma alimentação saudável, dormir bem, praticar atividades físicas e ingerir muita água. O seu corpo físico também pede atenção e cuidados, além de influenciar diretamente as funções presentes no seu cérebro.

Lembre-se que o descanso e lazer é uma necessidade de todos, mesmo que muitas pessoas não admitam isso. Trabalhar o dia todo, seja na sua profissão, com estudos ou atividades domésticas, não é o ideal. Dedique um tempo para si próprio, busque por um hobby!

Por último, mas não menos importante, procurar por ajuda profissional pode facilitar esse processo. A psicoterapia abre espaço para que você tenha um local seguro para tratar as questões da saúde emocional, pois o psicólogo saberá exatamente como atender o seu caso e quais procedimentos oferecer.

Existem diversas áreas da psicologia que você pode se identificar, inclusive a hipnoterapia, que enquanto técnica pode ser bem pontual e eficaz. Busque por aquela em que você se sinta mais à vontade para dar início ao tratamento. E, se permita viver de uma forma mais equilibrada e feliz.

Compartilhar: